Olá pessoal,

Olha eu aqui tentando manter a palavra de não atrasar nas postagens mas, não estou me saindo muito bem kkkk precisando melhorar muuito 🙂

Como de costume, na primeira postagem sempre enumero os gastos com a viagem para vocês terem uma noção e já fazer um planejamento e nas próximas coloco o roteiro dia a dia. 

Já adianto que dessa vez achamos a viagem um pouco mais cara do que a primeira vez que fomos (se você não viu nossa primeira vez em Israel é só clicar aqui) e que esse roteiro priorizamos os locais que não deram tempo de conhecer, logo sugiro que reveja algumas postagens sobre Tel Aviv e Jerusalém para complementar o roteiro. Beleza? Vamos lá então 🙂

Passagens

Como todos que acompanham já sabem, meu marido sempre acompanha os sites que avisam as promoções de passagens, dessa vez não foi diferente, pegamos uma promoção da Ethiopian Airlines.

Ethiopian Airlines ida e volta/ 4 passagens (São Paulo/Guarulhos – Etiópia – Tel Aviv)  R$2.031,28 com taxas incluídas.

obs: não gostamos muito da companhia aérea mas, promoção é promoção né e como deve ter pessoas que aproveitaram a mesma situação preciso fazer alguns relatos.

Relato 1: prepare-se para a conexão em Addis Ababa, o aeroporto é minúsculo e ainda por cima está passando por modificações, não comporta a capacidade de pessoas que transitam por ele, muitas pessoas ficam aguardando a conexão sentadas nos chão ( tem umas salas vips por lá também).

Relato 2: em caso de conexões longas com mais de 8h e em que você tenha que passar a noite na cidade a companhia “diz que” se responsabiliza pela hospedagem e pagamento pelo visto de trânsito porém, o que percebemos na nossa experiência de volta para o Brasil e que tínhamos essa conexão nos obrigando a ficar na cidade eles não providenciaram nada alegando que poderíamos ter trocado de vôo para chegar mais cedo e pegar uma outra conexão para o Brasil mas o vôo simplesmente não existia e todos os brasileiros que estavam no mesmo vôo que o nosso também passaram pela mesma situação. Ou seja, notamos uma certa arbitrariedade da empresa que ora concede esse benefício e ora não concede. Por precaução nós já tinhamos uma reserva de hotel que fizemos ainda no Brasil contudo tivemos que pagar 50 dólares por cada visto de trânsito. O pior é que tanto na ida como na volta no momento do check-in eu perguntei para os funcionários da empresa sobre essa questão do hotel e do visto e ambos garantiram a era responsabilidade da empresa porém informação só de boca. Na realidade foi completamente diferente mas, falei com pessoas que disseram que deram certo. Enfim… previna-se.

Relato 3: serviço de bordo achamos fraquíssimo, vou resumir dizendo que acho que nunca comi tão mal a bordo. Apenas…

Hospedagem

Saímos de Palmas dia 03 de maio às 13h10 e chegamos em São Paulo às 15h35 e ficamos na sala vip aguardando o nosso vôo.

Saímos de São Paulo na madrugada do dia 04 de maio às 1h10 e chegamos na Etiópia 19h10 (tirando a diferença de fuso horário dá 10 a 11h de duração). Tivemos que esperar um pouco no aeroporto pois o nosso próximo vôo já direto para Israel só saia 23h30.

Chegada em Tel Aviv 3h30 do domingo dia 05 de maio, exatamente o dia do meu aniversário 🙂

Nossa estadia em Israel foi em 3 cidades diferentes: Tel Aviv (devido aeroporto/chegada e partida), Jerusalém e Eilat (proximidade da fronteira do Egito) e nós mesmos pesquisamos e reservamos tudo pelo hotéis.com

No Egito fechamos um pacote com um guia super conhecido e recomendadíssimo pelos brasileiros que foi o Sherif, o pacote Egito ficou 520 dólares por pessoa com direito a assistência na fronteira, hospedagem, transporte e algumas entradas de alguns passeios. O valor fica menor se tiver mais pessoas, no nosso caso ficamos com o guia e um motorista só pra nós na van porque o casal que ia acabou desistindo.

Segue valores:

Abraham Hostel Tel Aviv/chegada: R$929,00 (2 diárias). Local SENSACIONAAALLLL… SUUPER RECOMENDO, ASSIM EM LETRAS GRANDES MESMO KKKK. Excelente localização, atendimento maravilhoso, acomodações super moderninhas e ainda tem várias atividades que acontecem por lá. Achei incrível.

New Lady Stern Jerusalém Hotel: R$ 719,00 (2 diárias). Também outra hospedagem incrível e super chique, excelente localização perto do mercado Mahane Yehuda e da rodoviária (fomos andando para os dois) e com train passando na calçada praticamente, pra que mais.

Palma Diving Resort/ Eilat: R$ 267,70 (1 diária). Esse já não foi bem localizado e apesar de levar o nome resort não tem nada a ver kkk. Ficamos nele mais pelo preço porque em Eilat estava tudo muito caro e porque o intuito era apenas uma noite mesmo para ficar mais próximo da fronteira do Egito.

Hospedagem do Egito inclusa no pacote com o guia. Depois do Egito voltamos para Tel Aviv.

Ben Yehuda Apartments/ Tel Aviv: R$ 1.030,28 (2 diárias). Também gostei dessa hospedagem, cada local foi um estilo bem diferente, nesse era tipo um apartamento com pia e utensílios de cozinha se quiser fazer refeições no quarto usando microondas. A localização também é perfeita pertinho da praia e de várias opções de alimentação.

 

Alimentação

Considerem o valor do NIS ( Novo Shekel Israelense/ moeda local como se 1NIS=1 real)

O gasto médio diário com alimentação foi 200 a 300 NIS mas, varia muito do estilo da pessoa e nós sempre procuramos equilibrar uma refeição num restaurante legal numa data especial como meu aniversário e lanches no mercado ou supermercado nos dias seguintes 🙂

Mas confesso que dessa vez achei bem caro, comparei os valores com a primeira viagem e realmente dessa vez os preços estavam bem mais salgados, até os lanches.

 

 

Transporte

O gasto diário com transporte fica em média 30 shekel, também pode ser bem mais dependendo da localização do hotel e das movimentações entre cidades.

Compramos o cartão de transporte na estação e carregamos. A carga mínima é de 30 shekel e um cartão pode ser utilizado por duas pessoas ou mais (total 37,50 carga 1).

dia 1: metrô 13,50×2=27  + ônibus (5,90 cada passagem)= 38,80 shekels até o hostel. Ônibus até o almoço no Sarona Market e taxi na volta do jantar.

dia 2: Ônibus até Old Jaffa. (Recarga 2 ônibus 30 shekel).

dia 3: transfer de Tel Aviv para Jerusalém feito por ônibus do próprio hostel = 30 shekel cada pessoa.

dia 4: train até Old City usando o cartão. Ele serve em Tel Aviv e Jerusalém, tanto para o ônibus como para o train. Ônibus até o Museu de Israel. (Recarga 3 ônibus 30 shekel).

dia 5: passagem para Eilat saindo de Jerusalém 70 shekel cada na Central Bus Station

dia 6: taxi do resort até a fronteira de Eilat com Taba- Egito 102 shekel

dia 7: Monte Sinai/ transporte pacote

dia 8: Tour pelo Cairo/ transporte pacote

dia 9: saída Egito e volta Israel/ transporte pacote. Passagem de Eilat até Tel Aviv 70 shekel cada.

dia 10: ônibus até mercado 11,80 shekel ( ainda ficamos com créditos no cartão)

dia 11: saída hotel aeroporto taxi.

E é isso gente, espero que tenham gostado e que tenha ajudado aqueles que estão se programando para fazer essa viagem super maravilhosa. Vale super a pena e já não vejo a hora de voltar pela terceira vez kkk

Beijinhos e que Deus nos abençoe sempre

Taty Guimarães

Comments

comments