Oi gente,

Agora sim vamos iniciar o roteiro dessa viagem que foi simplesmente incrível, uma das viagens mais maravilhosas que fizemos na vida se não for a mais especial. Alguns podem achar meio precipitado até porque não conhecemos tantos locais assim, contudo duvido que tenha a mesma experiência em qualquer outro lugar do mundo.

O Estado de Israel tem uma história incrível e quem conhece, mesmo que seja só um pouquinho, e depois se vê andando pelas ruas de cidades tão conhecidas como Jerusalém, Nazaré, Jericó, conhecer o Rio Jordão, o Mar da Galiléia entre outros… é tão magnífico.

Tá… sei também que tem a parte da segurança e que é uma preocupação para quem pensa em conhecer o país mas digo uma coisa, nos sentimos muito seguros e depois descobri que Israel tem uma das forças armadas mais capacitadas do planeta então… tranquilo.

A capital de Israel é Jerusalém mas, para a ONU (Organização das Nações Unidas) eles consideram Tel Aviv, por isso algumas embaixadas estão lá (inclusive na nossa primeira hospedagem em Tel Aviv ficamos ao lado da embaixada dos EUA).

 

Depois de quase 20h de vôo finalmente chegamos em Israel, mais especificamente no Aeroporto Ben Gurion em Tel Aviv. Para você que tá chegando aqui no blog agora dá uma olhadinha nos gastos com a viagem e a nossa conexão em Toronto.

Como estava dizendo… Chegamos em Tel Aviv às 10h15 da manhã de segunda-feira no horário local (no Brasil seria 5h15 da madrugada/diferença de 5h no fuso horário) e demoramos muito na imigração (nós e quase todos os brasileiros que estavam no voo fomos encaminhados para aguardar na famosa sala, depois de responder umas perguntas fomos liberados).

Assim que pegamos nossa mala fomos direto comprar os tickets para o train que sai do aeroporto e custa 13,50 NIS (Shekel/moeda local) cada ticket adulto. Depois pegamos um táxi até o hotel 45 NIS mas poderia ser ônibus (estávamos muito cansados). O metrô já adianta bastante o trajeto pois deixa na Tel Aviv Hahagana Station.

Dia 1: Tel Aviv

Assim que chegamos no Hotel Beachfront por volta de 13h só aproveitamos para trocar de roupa e já sair para conhecer um pouco a cidade já que o check in só poderia ser feito às 15h. Caminhamos um pouco pela orla e ficamos admirando o Mar Mediterrâneo.

Mar Mediterrâneo

No roteiro inicial iríamos conhecer Old Jaffa já nesse primeiro dia e almoçar lá perto só que tive que fazer uma alteração devido ao cansaço e almoçamos perto do hotel mesmo só pra dar o tempo de fazer o check in e voltar para descansar e recuperar as energias.

O local escolhido para o almoço foi o Bistro Masada com localização excelente de frente para o mar, comida muito boa com uns pãezinhos de entrada quentinhos, sobremesa deliciosa e atendimento também foi bem adequado só que o preço foi um pouco salgado (174 NIS).

Mar Mediterrâneo lá no fundo

Delícia de pãozinho quentinho, quase não fica nenhum pra foto kkk

Meu prato: Ceviche

Prato de André: Spaguetti, não quis ousar na primeira refeição

Sobremesa: Creme brulee semifreddo com caramelo, banana e crumble

Depois desse almoço delícia voltamos para o hotel para descansar e só saímos à noite para jantar num local bem famosinho e com comidas típicas tipo shawarma, falafel, sabich, kebab e suco de romã.

Dessa vez André saiu da zona de conforto e experimentou o kebab, falafel e suco de romã e eu escolhi experimentar o sabich. O local chama Hakosem e fica um pouco escondido, tivemos que andar um tantinho para achar com a ajuda do Google Maps.

Aprovadíssimo, queria ter voltado para experimentar o shawarma de lá. Enquanto estamos na fila escolhendo ou aguardando o pedido eles ficam oferecendo falafel quentinho o tempo inteiro…bom demais…

Suco de romã delíciaaaa… e o kebab de André no fundo que esquecemos de tirar uma foto só dele, trata-se de carne (vc escolhe a carne) tipo churrasco grego naquele espeto vertical que pode ser servida dentro do pão sírio, laffa (tipo um disco que depois eles enrolam) ou no prato com acompanhamentos que você escolhe na hora

Falafel- bolinho de grão de bico com alguns condimentos…comeria em quantidades absurdas… que tempero bom eles tem viu…

Sabich- pronúncia sabirr- pão sírio recheado com berinjela empanada, salada de pepino, tomate, ovos e molho a sua escolha

Hakosem: ambiente super agradável, atendimento maravilhoso e comida super deliciosa. Aprovado…

Dia 2: Café em Tel Aviv e partida para Jerusalém

O segundo dia começou com um café delicioso tipicamente israelense na Benedict, estabelecimento maravilhoso que fica aberto 24 h com especialidade em café da manhã mas serve refeições também.

Ficava um pouquinho longe do hotel mas encaramos a pernada pela orla com a vista do mar mediterrâneo e nem sentimos. Antes de sair conhecemos um pouco das dependências do hostel e do rooftop 🙂

 

Beachfront

Mar Mediterrâneo sendo lindoo logo cedo

Café Israelense: pães quentinhos, salada, omelete, guacamole, tahine, cream cheese, maionese de atum deliciosa(vou repetir em casa), maça com canela e nutela.

A vontade que eu tenho é de repetir esse café em casa todo dia… que delícia, vou tentar kkk

Queria dizer que fiquei surpresa positivamente com a cidade, com a segurança, com as pessoas atenciosas, com os ambientes super agradáveis e a gastronomia então nem se fala… e olha que foram só os primeiros dias, melhor impressão possível.

Depois desse café maravilhoso nos despedimos de Tel Aviv (por enquanto), fizemos o check out no hotel e partimos para Jerusalém de ônibus. Conto tudo com detalhes na próxima postagem.

Beijinhos e que Deus nos abençoe

Taty Guimarães

 

 

Comments

comments

4w, http://www.mundodataty.com.br/wp-content/uploads/2017/03/benedict-600x338.jpg 600w" sizes="(max-width: 1280px) 100vw, 1280px" />

Café Israelense: pães quentinhos, salada, omelete, guacamole, tahine, cream cheese, maionese de atum deliciosa(vou repetir em casa), maça com canela e nutela.

A vontade que eu tenho é de repetir esse café em casa todo dia… que delícia, vou tentar kkk

Queria dizer que fiquei surpresa positivamente com a cidade, com a segurança, com as pessoas atenciosas, com os ambientes super agradáveis e a gastronomia então nem se fala… e olha que foram só os primeiros dias, melhor impressão possível.

Depois desse café maravilhoso nos despedimos de Tel Aviv (por enquanto), fizemos o check out no hotel e partimos para Jerusalém de ônibus. Conto tudo com detalhes na próxima postagem.

Beijinhos e que Deus nos abençoe

Taty Guimarães

 

 

Comments

comments